Berlim – “quase inofensiva” (Hitchhikers Guide)

Não, não é verdade. Estamos a brincar. Esta não é a breve descrição de Berlim, é a descrição de todo o nosso Planeta no Hitchhikers Guide.
Graças a Deus (ou a Milhões de viajantes entusiásticos) hoje em dia os guias têm mais algumas palavras para descrever Berlim.
Berlim é uma cidade que está sempre em movimento. Esteve no centro de muitos dos eventos mais terríveis do século XX, bem como de algums momentos inspiradores. Esta metrópolis no centro da Europa teve de se reinventar constantemente, e tornou-se agora numa das cidades mais excitantes do século XXI. Permanece em constante evolução, tendo sido reunificada há pouco mais de duas décadas, depois de ter estado dividida pelo Muro de Berlim durante 28 anos. Hoje em dia uma grande parte do Muro, pintada por mais de uma centena de artistas de todo o mundo em 1990 e conhecida como East Side Gallery, é a maior exposição permanente ao ar livre. Mesmo ao lado, no distrito de Friedrichshain da antiga Berlim Oriental, as festas duram toda a noite (e às vezes mais) em inumeráveis discotecas, incluindo o famoso Berghain.

Apenas a quatro estações no S-Bahn que funciona toda a noite (pelo menos nos fins de semana), o Heart of Gold Hostel está literalmente no centro da cidade: está localizado no distrito conhecido como Mitte (a palavra alemã para meio). É possível ir a pé para quase todos os pontos de interesse: Porta de Brandenburgo, o Parlamento, o Memorial do Holocausto, Checkpoint Charlie, Ilha dos Museus, a torre de TV em Alexanderplatz… ou talvez queiram ir a um restaurante às escuras, a um bar Turco de shisha, um concerto de ska Uruguaio, ou uma feira da ladra enorme com karaoke ao ar livre.

Onde quer que queiram ir na vasta e diversa capital Alemã, estão sempre convenientemente perto quando estão no Heart of Gold.

This post is also available in: English, German, Spanish, Swedish, French